Menu

Seminário Teológico
Betel Brasileiro

Maneja bem a palavra da verdade - 2 Tm 2:15

O Reino de Deus revelado em Jesus (Marcio Pereira da Silva)

21 MAR 2018
21 de Março de 2018

E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor.

Mateus 9:35,36


Segundo Maurício Cunha (2005, p.18) o Reino de Deus pode ser definido como “todo ambiente onde Deus reina”. Ou seja, podemos dizer que onde quer que a vontade de Deus seja cumprida, aí se manifesta o seu Reino. Outra definição interessante destacada por Cunha (2005) é de que o Reino de Deus é a resposta total de Deus à necessidade total do homem.

Quando olhamos para as Escrituras, observamos que o Reino de Deus sempre esteve presente desde sempre no governar soberano de Deus. Porém, é em Jesus Cristo que o Reino se aproxima: “O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho”. Marcos 1.15.

Em Jesus de Nazaré vemos a resposta total de Deus à necessidade total da humanidade. Ele cumpre cabalmente essa verdade, pois o próprio Reino é revelado em sua pessoa e foi manifesto em cada aspecto de sua vida na terra. Por onde passava deixava o seu rastro de transformação, mostrando a abrangência do Reino, que não se restringia apenas as dimensões “espirituais”, mas, também nas dimensões políticas, econômicas e sociais do ser humano.

No texto citado, percebemos como se compromete de forma integral com as necessidades essenciais do povo.

Jesus não descartava nenhum lugar. E percorria Jesus todas as cidades e aldeias... Ele passava em todos os povoados e aldeias sinalizando a justiça e a paz do Reino (Rm 14.17)

Ele não descartada as oportunidades. ... ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. Ele aproveitava todas as oportunidades. Cada ambiente e cada situação é vista como uma oportunidade de revelar a vontade de Deus aos homens. Ensinava nas sinagogas, curava enfermidades, expulsava demônios, pregava as boas novas, etc.

Não descartava nenhum indivíduo. E, vendo as multidões... Ao olhar as multidões conseguia ver cada indivíduo em particular, observando o coração e suas aflições. Ele valorizava as pessoas.

Cristo não descartava seus sentimentos. ... teve grande compaixão delas... Ele se colocava no lugar do outro, sentia sua dor. Essa compaixão era que movia suas atitudes em relação ao próximo.

Em suma, a chegada do Reino de Deus em Jesus afeta poderosamente todas as áreas da vida humana e da própria criação. Ora, como representantes de Jesus na terra, somos encarregados de darmos continuidade na implantação de seu Reino que traz completa transformação. E não há como falar de transformação sem que a igreja esteja comprometida e envolvida nas questões que aflige e desumaniza o ser humano como, justiça social, denúncia do opressor, violência, prostituição, miséria, saúde, etc. Que a nossa oração seja respondida: Venha o teu Reino!


Referências


BÍBLIA SAGRADA: Nova Versão Internacional. São Paulo: Vida, 2000.


CUNHA, Maurício; WOOD, Beth. O Reino Entre Nós: Transformação de Comunidades pelo Evangelho Integral. São Paulo: Ultimato, 2005.

Voltar

Diariamente das 14:00h às 22:00h - Telefones: (21) 2621.8706 ou (21) 96500.8180 WhatsApp